javascript:void(0) Quando não vejo o meu jardimMeu Blues Pra Você
Blog Widget by LinkWithin

23 de jan de 2008

Quando não vejo o meu jardim

Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email

Explosão solar

Quando não vejo o meu jardim
Sinto que algo falta em mim
Falta-me a cor, falta-me o ar
Falta-me até a vontade chorar

Hoje foi um dia assim
Vazio e triste,
Um acabando sem fim...
Desequilíbrio universal.

O sol lá fora a rugir
E eu calado, concentrado e quieto
Parecia que eu queria
Fugir de mim mesmo

Voltar a ser um feto,
Na verdade só pensava
Na Felicidade
Que não veio sorrir
Suas cores pra mim

Sem querer me divertir,
Com pensamentos perdidos
Num passado que só
minha cabeça se lembra
e meu coração acende
em alguns domingos de sol.

Continuei à espera
Da minha primavera
Que não é minha,
Não é prima,
E muito menos
se chama Vera.

Esta é uma velha piada
de não rimar com nada
Só sei que chegou no vento
O mesmo que me traz alento

Mas desta vez não adiantou
O vazio aumentou,
Buraco negro espacial
Não permite nem que a luz escape
Do seu campo gravitacional.

Helio Jenné
Publicado originalmente no blog Cantigas Para a Lua

2 comentários:

WalterLeis 11:31 AM  

Muito bonito. Parabéns!

Helio Jenné 12:22 PM  

Muito obrigado, Walter! Abraço.

  © Blogger template 'Ultimatum' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Divulgar
Essa barra no seu Site